terça-feira, 27 de setembro de 2011

Os gaienses e a aeronáutica (V): dois pioneiros da aviação – Oliva Teles e Maria José Meneres Cudell
















Luís Gomes de Oliva Teles












O major Oliva Teles a bordo do “Porto”, o primeiro avião do Aeroclube do Porto













Maria José Cudell ao lado da sua aeronave













Licença de instrução de pilotagem de M.ª José Cudell.


Local: Arcozelo/Santa Marinha

Data: Décadas de 30 a 60 do séc. XX



Sinopse: A finalizar, por agora, este ciclo dedicado à aeronáutica, aos gaienses ilustres que se notabilizaram nos ramos da aerostação e da aviação e a factos e lugares da história local gaiense ligados à arte de voar, apresentamos dois pioneiros da aviação – o major Oliveira Teles e a piloto-aviadora Maria José Meneres Cudell, nascidos, respectivamente nas freguesias de Arcozelo e Santa Marinha.
O primeiro foi considerado um dos pioneiros da aviação em Portugal. Quanto à segunda trata-se da primeira mulher da região norte a obter licença de piloto-aviador.
Para além de terem em comum o facto de terem nascido em Vila Nova de Gaia, o gosto e o pioneirismo na aviação, Oliva Teles foi presidente do júri que atribuiu o brevet a Maria José Cudell. Trata-se, infelizmente, de duas figuras gaienses cuja história de vida está pouco divulgada.
Major Oliva Teles – o “apóstolo portuense da aeronáutica”.Luís Gomes de Oliva Teles, de seu nome completo, nasceu na freguesia de Arcozelo, em Vila Nova de Gaia.
Iniciou a sua actividade profissional na carreira militar, no extinto Batalhão de Metralhadoras 3, na cidade do Porto. Ingressou depois na Aeronáutica servindo na Escola de Sintra e comandando depois a Escola de Tiro e Bombardeamento de Espinho. Foi ainda comandante das bases aéreas de Tancos, de S. Miguel (Açores) e da Base de Balões de barragem de Defesa do Porto.
Recebeu várias condecorações, entre as quais se destacam: no estrangeiro - medalha de mérito do Ministério da Aeronáutica do Brasil, medalha de ouro da Fundação Santos Drumond de S. Paulo, Vice Comodoro da Patrulha Aérea Civil do Brasil; em Portugal - Oficial da Ordem de Avis, medalha dos “Serviços Distintos do Exército” e medalha de Bom Comportamento Militar.
Foi um dos fundadores do Aeroclube do Porto, o qual comprou o seu primeiro avião, baptizado de Porto, em 1935; aí, na patente de capitão, foi um dos fundadores da primeira escola de pilotagem da região norte e um dos instrutores deste aeroclube. Foi ainda delegado da administração da TAP no Porto e um defensor da localização do aeroporto do Norte em Pedras Rubras, considerando-o vital para o progresso da região. Na viagem inaugural do grande aeroporto do Norte foi ele, na qualidade de director, que recebeu os convidados que vieram de Lisboa num monoplano “Proctor” e três biplanos “Dragon Rapid”, no que foi o primeiro voo Lisboa-Porto-Lisboa.
Em sua homenagem em 18 de Janeiro de 1964, um grupo de amigos, descerrou um medalhão de bronze no aeroporto de Pedras Rubras. Viveu na freguesia de Guifões, concelho da Maia, muito perto do aeroporto. No dia do seu funeral o cortejo foi sobrevoado por cinco aviões do Aeroclube do Porto e um avião da TAP, em gesto de homenagem àquele que foi um dos pioneiros da aviação em Portugal.
O seu nome consta da toponímia da freguesia gaiense de Arcozelo e da maiata de Gueifões.

Maria José CudellMaria José Rebelo de Carvalho Meneres Cudell nasceu na freguesia de Santa Marinha, na principal avenida gaiense, em 18 de Janeiro de 1929, filha do advogado José Pinto Meneres e de D. Luísa Pacheco Teixeira de Carvalho Meneres. Era neta do antigo Presidente da Câmara, José Fonseca Meneres. Como psicóloga de profissão trabalhou no Centro de Saúde Mental Infantil e Juvenil do Porto.
A sua opção pela aviação terá sido influenciada pelo casamento com Walter Francisco Burmester Cudell em 31.07.1948. Foram pais de quatro filhos de nomes Maria José, Pedro Roberto, Maria Paula e Carlos Henrique, nascidos respectivamente em 1949, 1950, 1953 e 1961. Walter Cudell pertencia a uma respeitada família portuense e era um apaixonado pela aviação e ambos se prepararam para se credenciar como pilotos da aviação civil.
Em Julho de 1956 recebeu no Aeroclube do Porto as primeiras aulas de instrução de pilotagem e em 8 de Julho de 1958 fez provas e foi-lhe passada a licença de piloto aviador nº 1054/PP/1. Presidiu ao júri o aviador major Oliva Teles, acima referido.
Maria José Cudell foi assim a primeira mulher na região Norte a receber o brevet de piloto. No seu currículo conta-se a participação em diversos ralis tendo sobrevoado diversas cidades peninsulares.

Remissivas: Gaienses ilustres/Primórdios da aviação em Portugal/ Arcozelo (freguesia) /Santa Marinha (freguesia) / Aeronautas gaienses

Bibliografia:
. http://www.accv.pt/index.php/clube/historia?showall=1 (consultado em 2011.09.15)
.
http://aecporto.com/clube/historia.html (consultado em 2011.09.15)
. PEDROSA, David; A Primeira Aviadora do Norte de Portugal – Drª Maria José de Carvalho Meneres Cudell in Boletim da Associação Cultural Amigos de Gaia, Vol. V, nº 32, pp. 47-48.
. TELES, Ayres Guimarães de Oliva; Major Oliva Teles. O Apóstolo Portuense da Aviação, in O Tripeiro, Série Nova, Ano IX, nº 8, Agosto 1990, pp. 255-256.



Sala de Fundo Local, Setembro de 2011.