terça-feira, 27 de abril de 2010

A Tragédia que enlutou a Afurada – evocação do dia 27 de Fevereiro de 1892

No dia 27 de Fevereiro evoca-se a grande catástrofe ocorrida no mar, ao largo da Póvoa de Varzim e que atingiu as comunidades piscatórias da Póvoa de Varzim, Matosinhos e Afurada. Da tragédia resultou o naufrágio de quatro lanchas poveiras (perdidas no alto mar, ou despedaçadas contra a praia das Cachinas) e três lanchas da Afurada, em que perecerem 105 pescadores, sendo 70 da Póvoa de Varzim e 35 da Afurada.
Esta catástrofe, ainda hoje lembrada pelas gentes da Afurada, é recordada na toponímia local, como nome de rua. Não haverá família que não tenha perdido algum dos seus entes queridos, tal o número de mortos, de feridos, de viúvas e de órfãos decorrentes do mais trágico acontecimento que enlutou a comunidade piscatória desta freguesia gaiense.
Atente-se ao relato da imprensa gaiense da época:


Horrível desgraça. 
Todos os nossos leitores, decerto, estão ao facto da horrível desgraça que sucedeu no sábado passado no nosso mar, onde se calcula pereceram 105 pescadores, pertencentes ao lugar da Afurada, Matosinhos e Póvoa de Varzim, ficando por esse motivo mães em amparo, as viúvas sem arrimo, e filhos sem pão. Não há memória duma desgraça tamanha”. (O Grilo de Gaia, p. 2)

Das seis lanchas que haviam saído da Afurada para o mar, no dia 26 de Fevereiro, foram três as naufragadas, a saber: a “S. Pedro” que levava 24 homens e perdeu toda a tripulação, a “Senhora da Hora” que levava 20 homens e perdeu 9 e a “Senhora do Carmo”, que levava 23 homens e perdeu 2.

Esta tragédia deu origem a uma enorme onda de solidariedade em todo o País e nomeadamente nas ruas do Porto, Setúbal, Lisboa, Gaia, Braga, Guimarães, Vila do Conde e Póvoa de Varzim onde foram organizados bandos precatórias, normalmente organizados por corporações de bombeiros e compostos por sobreviventes do naufrágio que apelavam à generosidade pública.

Em Vila Nova de Gaia foram várias as individualidades que concorreram com donativos e as autoridades paroquiais e municipais participaram directamente nos peditórios a favor das famílias das vítimas.

Em 14 de Julho de 1893 foi instituída a Creche da Afurada, nascida da subscrição pública promovida pelos proprietários e redacção de “O Comércio do Porto”, para acorrer às vítimas da tragédia do maremoto de 27 de Fevereiro de 1892. A Administração da Creche da Afurada foi entregue à Associação de Creches de Santa Marinha e com a generosa doação de terreno da família J.H. Andresen e o auxílio de Joaquim Fernandes de Oliveira Mendes foi possível construir a Creche da Afurada no Monte das Chãs, sendo a primeira pedra colocada em 1 de Janeiro de 1895. A partir daí a Associação passou a designar-se “Associação de Creches de Santa Marinha e Afurada”. A fundação desta Creche, hoje desactivada, ficou a dever-se à acção de Henrique Carlos de Miranda, Francisco de Sousa Carqueja, Bento Carqueja, José Joaquim Rodrigues de Freitas, Júlio Gama, Família Andresen, Joaquim Fernandes de Oliveira Mendes, Dr. Leopoldo Mourão, entre outros.

Naufrágio na Afurada em 27 de Fevereiro de 1892
Relação das vítimas e respectivo agregado familiar


NOME  (Alcunha)
IDADE
PAI
MAE
MULHER
FILHOS
António Correia Regalado (Barbado)
33
Manoel Correia Regalado
Maria de Oliveira Gomes
Ermelinda d' Oliveira Pinto
5
António Domingues (Perdido)
52
Manoel Domingues
Maria Moreira
Rosa Azeredo
7
António Gomes Remelgado (Cheta)
29
Francisco Gomes Remelgado
Joaquina Moreira
Ermelinda Gomes (Cascareja)
3
António Gomes Remelgado (Manco)
42
Francisco Gomes Remelgado
Anna d' Oliveira
Marianna Gomes Cascareja (Foguete)
1
António Gomes Remelgado (Moreira)
29
Jose Antonio Gomes Remelgado
Joanna Gomes
Joanna de Jesus (Chibante)
2
Bernardo da Silva do Mar (Lança)
44
Antonio da Silva do Mar
Maria Gomes
Emilia d' Oliveira Pinto (Saldanha)
3
Caetano Domingues Ramos (Moleiro)
27
Joao Rodrigues Ramos
Margarida Rodrigues
Mequelina Gomes Ferreirinha
3
Domingos José ( Palhaço)
38
Jao Bernardo da Silva
Maria Luiza da Silva
Margarida Gomes (Manca)
5
Domingos d' Oliveira Granja (Rato)
24
Jose d' Oliveira Granja
Rosa Moreira
Conceição Gomes (Sabe-ler)
1
Francisco José da Silva Barreiros
39
Antonio Jose da Silva Barreiros
Maria Thereza da Silva
Joanna Rosa da Fonseca (Leonor)
1
Francisco Ferreira de Bastos (Chibante)
31
Domingos Fereira de Bastos
Rosa de Jesus
Thereza d' Oliveira Pinto (Americana)
2
Francisco Rodrigues Cação Junior (o da Clara)
32
Francisco Rodrigues Cação
Anna d' Oliveira Especial
Emilia Maria da Silva (a do Elo)
1
João Evangelista (Porrão)
25
Manoel Jose da Silva
Maria Rosaria Ruiva
Rosa Gomes Moreira
2
Joaquim Ferreira dos Santos (Paçô)
26
Manoel Francisco dos Santos
Rita Rodrigues
Rosa d' Oliveira Granja (Taineta)
4
Joaquim Pereira (Simplicio)
28
solteiro
4
José Antonio Novo Remelgado (Rifão)
28
Manoel Gomes Remelgado
Rosa Gomes
Anna Maria Marques
7
José Antonio Remelgado (Manco)
26
Francisco Gomes Remelgado
Maria Rosa Moreira
solteiro
0
José Antonio Valente (Costa)
28
Manoel Valente
Catharina Rodrigues
Thereza d' Oliveira Pinto (Saldanha)
3
José Correa Regalado
27
Manoel Correa Regalado
Maria d' Oliveira Gomes
Rosa Gomes (Moleira)
3
José Ramos (Moleiro)
31
Joao Domingues Ramos
Margarida Rodrigues
Anna d' Oliveira Granja (Taineta)
1
José Ferreira Patricio (Taineta)
34
Antonio Ferreira Patricio
Rosa d' Oliveira Granja
Rita Francisca (Guerra)
2
José Gomes Remelgado (Moreira)
35
Jose Antonio Remelgado
Joanna Moreira
Rosa d' Oliveira Pinto (Truta)
5
José Gomes Remelgado
29
Henrique Gomes Remelgado
Joanna d' Oliveira Dias
Rosa Gomes Ferreirinha
0
José Leonel Maria (Figueiredo)
23
Rosa Luiza
Rosa Gomes (Saldanha)
0
José Maria Composto
30
Manoel Joao Composto
Rosalia Maria
Maria Francisca (Guerra)
4
José d' Oliveira Granja Junior (Rato)
27
Antonio d' Oliveira Granja
Maria Moreira
Antonia Gomes do Mar
4
José de Pinho Girnes (Pesadello)
28
Jose Girnes
Josepha Nunes
solteiro
0
José Rodrigues Cação (o da Clara)
35
Francisco Rodrigues Cação
Anna d' Oliveira
Thereza Gomes (Menineira)
2
Manoel Bernardo da Silva (Bucho)
0
0
Manoel Ferreira Neto (Piloto)
34
Francisco Ferreira Neto
Maria Gomes
Rosa Moreira (Cantora)
5
Manoel José da Clara
0
0
Manoel Mathias
50
Gonçalo Antonio Lopes
Maria Josepha Vieira
Anna Gomes do Mar
0
Manoel d' Oliveira Granja (Rato)
38
Antonio d' Oliveira Granja
Maria Moreira
Maria Gomes (a do Mar)
3
Manoel Valente (Costa)
43
Manoel Valente
Catharina Rodrigues
Maria Gomes Moreira
5
Marcelino de Barros Catharino (Sapateiro)
25
Antonio de Barros Catharino
Thereza Gomes da Ascenção
Anna d' Oliveira Gomes (Regalada)
3
Roque da Silva (Mano)
40
Manoel da Silva
Maria Rosa da Conceição
Margarida Gomes d' Oliveira
2
Severino Correa Regalado
29
Manoel Correa Regalado
Maria d' Oliveira Gomes
Anna Gomes Remelgado (Moleira)
4


25.02.2010

Bibliografia:

. Jornal O Grilo de Gaia, Ano 5, n.º 10, 6 de Março de 1892.

. Costa, Francisco Barbosa da (2003) - S. Pedro da Afurada: notas monográficas, Vila Nova de Gaia, Gailivro.

. Lopes, Manuel (1992) - “Evocação da Tragédia marítima de 27 de Fevereiro de 1892. Memória colectiva que o tempo não apagou” in Boletim Cultural da Póvoa de Varzim, Vol. XXIX, nºs ½, Póvoa de Varzim, Câmara Municipal.